Após segunda suspensão, financiamento pró-cotista deve retornar em Julho

A linha de crédito, que já havia sido suspensa em maio, voltou a ser interrompida na metade de junho e deve ser retornar “nos próximos dias” segundo Presidente da Caixa.

A Caixa Econômica Federal suspendeu novamente os novos financiamentos imobiliários da linha pró-cotista no dia 18 de Junho. Essa modalidade já havia sido suspensa em maio, devido à falta de recursos, mas foi retomada alguns dias depois com a liberação de R$ 2,54 bilhões para a linha. Segundo a caixa, o valor liberado já foi contratado, o que levou a nova suspensão da linha.

No dia 29 de Junho, o Presidente da Caixa Econômica Federal, Gilberto Occhi, afirmou em entrevista  que a linha de crédito “nos próximos dias está voltando”.  Ainda segundo Occhi, a previsão é que haja um aporte adicional de cerca de R$ 2 bilhões para a linha. O Presidente da Caixa informou que a liberação dos recursos está dependendo apenas de um remanejamento de verba no Ministério das Cidades e que acredita que em julho o instrumento poderá ser retomado.

Com exceção do Minha Casa Minha Vida, o pró-cotista é a linha mais barata de crédito habitacional. Essa modalidade de financiamento utiliza recursos do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) para o financiamento da casa própria e cobra juros mais baixos de trabalhadores que possuam no mínimo 36 meses de trabalho com carteira assinada.

O financiamento pró-cotista é dirigido para a compra de imóveis novos ou usados de até R$ 950 mil nos Estados de São Paulo, Rio de Janeiro e Minas Gerais, e R$ 800 mil nos demais Estados.


AE Patrimônio | O Jeito Certo de Escolher  Imóvel.

Anúncios