Alugar ou Financiar, eis a questão.

Sempre que se pensa em sair da casa dos pais seja para morar sozinho ou para começar a vida a dois, a mente é inundada de possibilidades e claro dúvidas. Entre as principais dúvidas que surge na hora de dar esse passo tão importante é: melhor um aluguel ou um financiamento?

01-1
imagem: Shutterstock

Por isso se esse for seu caso, preparamos dicas especiais para decidir qual é a o melhor negócio para você.

Continuar lendo “Alugar ou Financiar, eis a questão.”

Anúncios

Como funciona o financiamento para reforma de imóveis?

É muito comum recorrer ao financiamento na hora de comprar uma casa ou apartamento, porém o que poucas pessoas sabem é que é possível financia a reformar de um imóvel.  Exclusivo para reforma de imóveis residenciais, o dinheiro do financiamento pode ser usado para qualquer tipo de reparo.

As regras para financiar a reforma de um imóvel é bem similar ao crédito voltado para as construções e uma das grandes vantagens desse tipo de financiamento é que ele pode cobrir todos dos custos da obra, desde os materiais utilizados, mão de obra e até mesmo móveis.

02
imagem: Shutterstock

Continuar lendo “Como funciona o financiamento para reforma de imóveis?”

Após segunda suspensão, financiamento pró-cotista deve retornar em Julho

A linha de crédito, que já havia sido suspensa em maio, voltou a ser interrompida na metade de junho e deve ser retornar “nos próximos dias” segundo Presidente da Caixa.

A Caixa Econômica Federal suspendeu novamente os novos financiamentos imobiliários da linha pró-cotista no dia 18 de Junho. Essa modalidade já havia sido suspensa em maio, devido à falta de recursos, mas foi retomada alguns dias depois com a liberação de R$ 2,54 bilhões para a linha. Segundo a caixa, o valor liberado já foi contratado, o que levou a nova suspensão da linha.

No dia 29 de Junho, o Presidente da Caixa Econômica Federal, Gilberto Occhi, afirmou em entrevista  que a linha de crédito “nos próximos dias está voltando”.  Ainda segundo Occhi, a previsão é que haja um aporte adicional de cerca de R$ 2 bilhões para a linha. O Presidente da Caixa informou que a liberação dos recursos está dependendo apenas de um remanejamento de verba no Ministério das Cidades e que acredita que em julho o instrumento poderá ser retomado.

Com exceção do Minha Casa Minha Vida, o pró-cotista é a linha mais barata de crédito habitacional. Essa modalidade de financiamento utiliza recursos do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) para o financiamento da casa própria e cobra juros mais baixos de trabalhadores que possuam no mínimo 36 meses de trabalho com carteira assinada.

O financiamento pró-cotista é dirigido para a compra de imóveis novos ou usados de até R$ 950 mil nos Estados de São Paulo, Rio de Janeiro e Minas Gerais, e R$ 800 mil nos demais Estados.


AE Patrimônio | O Jeito Certo de Escolher  Imóvel.

Crédito imobiliário pró-cotista será mantido pela caixa

A linha de crédito imobiliário pró-cotista é a modalidade de financiamento mais barata depois do Minha Casa Minha Vida.

O Crédito Imobiliário em nosso país segue sendo um assunto delicado, cercado de preocupações e incertezas. No começo do mês, a Caixa havia anunciado que cortaria o crédito imobiliário pró-cotista por falta de recursos. Logo em seguida, voltou atrás na decisão, após um remanejamento de verba de R$ 2,54 bilhões para a linha de crédito.

A modalidade agora soma R$ 7,54 bilhões para ofertar crédito e é a mais barata após o programa Minha Casa Minha Vida. O principal diferencial do pró-cotista é utilizar uma taxa de juros abaixo do praticado no mercado, tornando o financiamento mais acessível.

O pró-cotista é dirigido para a compra de imóveis novos ou usados de até R$ 950 mil nos Estados de São Paulo, Rio de Janeiro e Minas Gerais, e R$ 800 mil nos demais Estados.

Via | G1


AE Patrimônio | O Jeito Certo de Escolher  Imóvel.

Minha Casa Minha Vida anuncia mudanças

O governo anunciou neste mês de Fevereiro/17 novas mudanças para o programa Minha Casa Minha Vida. A ideia é que mais pessoas tenham acesso ao financiamento para a casa própria. A mudança mais significativa é na faixa 3. A renda familiar sobe R$ 2.500.

As mudanças serão feitas para ajudar o setor de construção civil, que passa por forte crise. Além disso, o Minha Casa Minha Vida não passava por mudanças desde 2015.

minha_casa_minha_vida
As novidades são em todos os setores do programa. Na faixa 1, a renda familiar era de até R$ 2.350 por mês, e agora passa a ser de R$ 2.600. Já na faixa 2, antes o máximo de renda familiar permitida era de R$ 3.600 e agora passa a ser R$ 4.000. E a maior mudança é na faixa 3, que passa de R$ 6.500 para R$ 9 mil.

Além das mudanças na renda, os juros também vão sofrer atualizações, mas devem se manter como os menores do mercado. Fora o aumento da renda, o governo anunciou a elevação do teto do valor de imóveis que podem participar do programa.  No Distrito Federal, São Paulo e Rio de Janeiro, o valor passará de R$ 225 mil para R$ 240 mil.

Via | Zap em Casa


AE Patrimônio | O Jeito Certo de Escolher  Imóvel.

Compre seu apê em 2017

Para conseguir juntar o dinheiro e comprar o primeiro apartamento é preciso muito planejamento e disciplina. Por isso, no post de hoje, vamos listar algumas dicas que podem te ajudar a conquistar seu primeiro lar e facilitar esse processo!

seu_ape

1. Planeje bem os custos

Comprar um apartamento não é nada barato, por esse motivo, muitas pessoas que possuem dificuldades em poupar optam pelo financiamento, como forma de obrigar o pagamento mensal das parcelas.

2. Aprenda a se tornar um poupador

O primeiro passo para se tornar um poupador é começar a controlar suas finanças. Saber quanto gasta com comida, moradia (caso pague aluguel), saídas, etc. é o diferencial para poder enxergar aquelas brechas onde os gastos podem ser cortados ou reduzidos.

3. Faça a grana render para comprar o primeiro apartamento

Evite gastos com cartões de crédito e crediários, faça seus pagamentos sempre à vista evitando a contração de dívidas futuras. Quando estiver conseguindo juntar um montante mensal, movimente o dinheiro! Dinheiro parado não rende nada, e investir em algumas aplicações podem fazer com que a quantia cresça mais rápido e o sonho do primeiro imóvel se concretize com mais agilidade.

4. Se for financiar…

Nem sempre conseguimos juntar a grana total para comprar o apartamento, visto que imóveis são onerosos. Porém, caso precise realizar o financiamento, sempre dê uma entrada. Usar o FGTS também pode ser uma boa, mas lembre-se sempre de pesquisar bem as taxas e condições de banco e negociar para conseguir as melhores condições.

5. Procure o imóvel ideal

Só você pode dizer o que é o imóvel ideal no seu caso, pois cada um tem suas necessidades específicas. Por exemplo: se você trabalha em casa, não precisa de localidades com fácil acesso ao transporte público ou vias de trânsito rápido; caso goste de espaço, pode optar por apartamentos mais antigos, que possuem plantas maiores; se é uma pessoa mais reservada, pode procurar prédios sem salão de festas, diminuindo o valor do condomínio.

6. Verifique as condições do apartamento

As opções são muitas, mas algumas dicas na hora de escolher o imóvel também são válidas para evitar futuras dores de cabeça:

  • Verifique a vizinhança: visite o imóvel em vários momentos do dia para ver o nível de segurança e de barulho;
  • Observe a orientação do sol: caso o apartamento receba muita incidência de luz solar durante todo o dia, isso pode causar desconfortos nas épocas mais quentes;
  • Cheque as instalações tubulares de água (abra as torneiras do imóvel e veja se água sai limpa) e a rede elétrica (veja se as tomadas já estão no novo padrão ou se a rede é muito antiga). Isso pode evitar transtornos com futuras manutenções.

E aí, pronto para começar a poupar e comprar o primeiro apartamento? Comente no nosso post e nos conte como está sendo esse processo para você!

Se tiver mais dúvidas de como conseguir sua casa própria, entre em contato conosco clicando aqui AE PATRIMÔNIO.

Via | Guia Bolso


AE Patrimônio | O Jeito Certo de Escolher  Imóvel.