Como escolher o bairro para se comprar um imóvel?

Nem sempre o bairro mais conhecido é o ideal. Separamos algumas dicas que te ajudarão a identificar o melhor bairro para você.

Escolher um bairro para se mudar não é uma tarefa fácil. É comum seguir conselhos de familiares e amigos, ou buscar as opções mais populares do mercado. Mas a verdade é que o bairro ideal para você pode ser um bairro desconhecido. Por isso, antes de tomar uma decisão é importante avaliar alguns pontos chave.

Verifique se o bairro se encaixa na sua rotina

É importante avaliar se a distância do bairro em relação aos locais que você ou os outros moradores da casa se deslocam com frequência. Aumentar a sua distância do trabalho ou faculdade, por exemplo, nunca é uma boa ideia. Além de aumentar o tempo gasto no deslocamento, essa distância pode aumentar também os custos com combustível.

Caso você ou outro morador da casa faça uso de transporte público, verifique a proximidade com pontos e terminais de metrô e/ou ônibus, e qual a frequência das linhas que passam por esses pontos.

Avalie se o bairro é adequado às suas necessidades

O ideal é que sempre se opte pelo bairro que lhe oferecer a maior gama de estabelecimentos comerciais e serviços, como mercado, farmácias e escolas, ou seja, tudo aquilo que poderá fazer diferença na sua rotina. Mas quando não é possível encontrar um bairro que tenha tudo por perto, você deve optar por aquele que possui o que fará maior diferença no seu cotidiano. Se você tem crianças em idade escolar, por exemplo, uma boa escola próxima terá peso maior no seu dia a dia.

Tenha certeza de que a infraestrutura do bairro é adequada

É essencial ter certeza que o fornecimento de água, luz e gás do bairro não possui nenhum problema. Um ponto importante para a segurança é verificar se o bairro possui boa iluminação pública, o que pode ser verificado em uma visita noturna.

Além disso, a existência de áreas verdes, como parques e jardins, é um diferencial que deve ser levado em conta. Além de tornar o bairro mais bonito, essas áreas influenciam na qualidade do ar e no clima local, podendo servir também como ótimas alternativas de lazer e práticas de uma vida saudável.

Reserve um tempo para conhecer os vizinhos

A experiência dos moradores do bairro é o que poderá confirmar suas percepções, expectativas e o que você ouviu falar sobre o bairro. Seja cordial e busque conversar com os vizinhos do imóvel, veja com eles o que pensam sobre o bairro, quais são os problemas mais frequentes, como é a segurança do local, como é o trânsito e qualquer outra questão que seja de importância para você. Agende também uma visita no local em que geralmente estará no imóvel no seu dia a dia para saber como é o barulho e a movimentação no bairro.


AE Patrimônio | O Jeito Certo de Escolher  Imóvel.

Anúncios

Condomínio: 5 vantagens de se morar em um.

A busca dos consumidores por privacidade, segurança e qualidade de vida vêm fazendo com que a quantidade de condomínios construídos aumente ano a ano. Esse movimento tornou o segmento de condomínios mais competitivo, com empreendimentos que oferecem cada vez mais opções estrutura e preço. Apesar disso, os consumidores ainda relacionam condomínios fechados com um custo elevado de vida.

A verdade é que cada caso é um caso. Para saber se morar em condomínio vale a pena ou não para você, é preciso colocar na ponta do lápis os custos e os benefícios. A taxa de condomínio pode, na verdade, te fazer economizar. Isso acontece porque essa taxa cobre custos que, morando em um imóvel fora de condomínio, você teria que arcar de qualquer forma.

Muitos condomínios também oferecem serviços agregados que podem te fazer economizar com serviços externos, como as opções de lazer. Além disso, muitas vezes o estilo de vida de um condomínio fechado pode se encaixar no seu estilo de vida.

Listamos 5 vantagens de se morar em um condomínio para ajudar você a entender se morar em condomínio é uma boa opção para você, confira abaixo.

1. Segurança

Quando se fala em condomínio, esse é o primeiro fator quem vem à memória. Portaria 24 horas, monitoramento por câmeras, cerca elétrica, ronda noturna, são diversos os mecanismos que condomínios empregam para diminuir o número de ocorrências. Não importa se é um condomínio de apartamentos ou de casas, essas medidas fazem toda a diferença e teriam que ser tomadas por contra própria quando se mora fora de um condomínio.

2. Opções de Lazer e Saúde

As opções de lazer são grande parte do atrativo de condomínios. Playgrounds, piscinas, espaços para churrasco, quadras de diversos esportes, salão de festas, são apenas algumas das opções mais comuns dos condomínios. Alguns condomínios chegam a contar com pistas de caminhada, academias, espaços gourmet e opções mais avançadas. Isso faz com que você possa usar espaços do condomínio para aproveitar o fim de semana ou se manter em forma, em vez de alugar ou pagar mensalidade de um local externo.

3. Rateio de Despesas

Os valores da segurança do condomínio e manutenção das áreas comuns que citamos anteriormente são inclusas no valor da taxa do condomínio, junto a despesas como energia. O fato de que essas despesas são rateadas entre todos os moradores faz com que esses serviços sejam, geralmente, mais baratos que se você tivesse que arcar com isso sozinho.

4. Privacidade

Se você não gosta de receber visitas inesperadas como vendedores ambulantes, ficar recebendo diversos folhetos em seu jardim ou outros tipos de acessos comuns em casas na rua, morar em um condomínio é a opção ideal para você.

5. Comunidade

A segurança de estar em um espaço fechado com diversas opções de lazer torna mais fácil para os pais deixar as crianças brincarem mais soltas e fazer amizades. Essa sensação de comunidade pode levar também os adultos a estreitaram laços e fazerem grandes amizades.


AE Patrimônio | O Jeito Certo de Escolher  Imóvel.