4 aplicativos que todo corretor de imóveis precisa ter.

A tecnologia está cada vez mais presente em nosso dia a dia. Através do smartphone ou tablet, podemos assistir filmes e séries, pedir o jantar, aprender um novo idioma, encontrar aquela pessoa especial e até mesmo pagar as contas, por exemplo. Mas para o corretor de imóveis existem alguns aplicativos que são indispensáveis na hora de mostrar para o cliente a região em que o imóvel se encontra. Confira agora quais são.

01 (1)
imagem: Shutterstock

Continuar lendo “4 aplicativos que todo corretor de imóveis precisa ter.”

Anúncios

Sinal Digital: por que e como devo migrar?

Tire suas dúvidas sobre o que muda no sinal da televisão aberta.

Em algumas regiões do Brasil, como a Grande São Paulo, a transmissão 100% digital já é uma realidade. A expectativa é que até o final de 2018, todo o país tenha migrado para o sinal digital.

Na região de Sorocaba, assim como em Campinas e mais 84 cidades em seu entorno, o sinal antigo, chamado de sinal analógico, será desligado no dia 29 de novembro. Essa transição tem causado muitas dúvidas. Então, separamos alguns pontos importantes sobre o assunto para que você se mantenha informado e se prepare para a mudança.

Por que o sinal analógico será trocado pelo sinal digital?

O processo de modernização do sinal da televisão brasileiro teve início em abril de 2015 e foi uma determinação do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações e da Anatel.  O sinal analógico tem diversas limitações técnicas em relação ao sinal digital. Além disso, causa interferência nos sinais das redes 3G e 4G das operadoras de telefonia.

Quais as vantagens em migrar para o sinal digital?

Com o sinal digital é possível gerar e transmitir imagens em resoluções, o que garante imagem nítida e sem fantasmas ou chuviscos.

Além disso, essa transição traz uma nova possibilidade para os canais de televisão. Com o sinal digital é possível que o mesmo canal tenha mais de um código associado por meio de um número complementar (o canal 3 poderia ter o código 3.1, 3.2, e assim em diante). Na prática, isso permite que o mesmo canal transmita programações diferentes ao mesmo tempo. Por exemplo, o canal 3, pode enviar uma competição esportiva para o código 3.1 e um programa de auditório no canal 3.2, atingindo 2 públicos com gostos diferentes ao mesmo tempo.

Como faço para ter o sinal digital em minha casa?

Para obter o sinal digital, você precisará de uma antena UHF. Caso ainda não a possua, procure um profissional para instalar a antena externa. Você também pode optar por um modelo de antena interna, que pode ser instalada em sua janela, varanda, ou até mesmo no televisor.

Depois, você deve descobrir se seu aparelho de televisão já possui o conversor digital interno. Grande parte dos aparelhos fabricados depois de 2010 tem o conversor embutido. Nesse caso, basta que você conecte o cabo da antena UHF à sua televisão e consulte o manual para fazer a configuração dos canais. Essa configuração geralmente envolve apenas selecionar a opção “Buscar Canais”.

Caso seu televisor não possua o conversor interno e você não queira comprar um novo, basta comprar um conversor externo.  Esse aparelho irá receber o sinal captado pela antena e convertê-lo em uma forma compatível com seu televisor. A configuração do conversor é bem simples e similar à dos aparelhos de televisão com o conversor embutido, basta seguir as instruções do manual.


AE Patrimônio | O Jeito Certo de Escolher  Imóvel.